perfil no listography

Listography

perfil no listography

Uma estrutura de usabilidade simples, um design tosco, features que funcionam, formatacão de wiki e voilà: temos um misto de rede social e painel de curadoria que funciona muito bem. É o Listography, site criado em 2007 – mas com visual de 2001 – que me conquistou exatamente pela simplicidade visual. Lá você pode criar listas, ponto. É como se fosse um pinterest só que em texto, sem os painíes/albúns.

Rede social

No listography todo mundo tem sua página, onde podem ser adicionadas listas novas a todo o momento, ou pode-se acompanhar a edição das listas das pessoas. Na parte da esquerda, na página de listas do usuário, aparece o status das suas listas – ongoing, main, archive… – e os usuários favoritos da pessoa. É absurdamente simples entender como funciona.

Personalização

Essa rede me conquistou pela simplicidade, não canso de dizer. Não é como um myspace ou um blog, de alta customização, tampouco se assemelha a um facebook. Nessa parte, o listography está mais para twitter mesmo, pois permite que você customize, basicamente, seu background e sua foto de perfil. Depois você pode escolher a cor do background das suas listas, numa paleta de tons pasteis bem hispter, e se quiser pode adicionar uma imagem no canto superior direito da lista, para dar um ar da graça e dinamizar a visualização.

Formatação de wiki

Poucas pessoas conhecem esse tipo de formatação (eu preciso fazer um post mais detalhado sobre ela) e eu acho lamentável, já que é um dos modos mais inteligentes de escrever para web que existem. No listography, quando você vai escrever uma lista, você escreve mais ou menos assim:

* primeiro item
  * um subitem
  * outro subitem
* __um negrito inteligente__ para você entender como funciona
* segundo item
*- terceiro item riscado em cima

E daí, depois de publicado, sua lista fica com essa aparência:

  • primeiro item
    • um subitem
    • outro subitem
  • um negrito inteligente para você entender como funciona
  • segundo item
  • terceiro item riscadoo em cima

O primeiro exemplo é o modo como você digita a lista, e o segundo é o modo como ela aparece depois. Para exemplificar a simplicidade que é usar essa formatação, preste atenção que quando você usa ferramentas de blog, normalmente quando vai editar html na mão, você tem que digitar <b> e </b> para indicar um negrito. Com formatação de wiki, você faz isso com atalhos mais simples, onde você não precisa tirar a mão do teclado ou diigtar muito. Isso é muito bom para quando você está escrevendo um conteúdo muito longo, otimiza o tempo.

Uso

O listography não funciona para coisas rotineiras, como lista de supermercado – para isso acho legal usar um bloco de notas no smartphone mesmo, ou um bloquinho de papel. As listas lá tem um caráter de registro, como coisas que você quer guardar mesmo, tipo os documentários que pretende assistir naquele ano, a lista de objetivos profissionais que atingiu no ano anterior, ou mesmo um wishlist de produtos que você deseja adquirir nos próximos meses. O legal da lista de favoritos é acompanhar pessoas que tenham um perfil próximo ao seu e prestar atenção na evolução das listas delas, como modo de pegar sugestões para coisas que sejam do seu interesse também.
O mais interessante no quesito design é que lá você não vê botões ou ícones, e sim links. Links, o tempo inteiro, em toda a parte. É a web no seu mais puro estado, na melhor validação que o w3c poderia dar. Achei fantástico. Isso torna o site MUITO oldschool, e ao mesmo tempo moderno – visto que até app para iOS ele tem (só falta uma versão maneira para Android e Firefox OS).

Dica: No menu principal, no lado direito, tem um link chamado “someone new” que quando clicado leva você para um página de um uusário qualquer, aleatoriamente.

Livro do litography
Retirado desse artigo.

Eu li por aí que existem livros do Listography, baseados em coisas que os usuários postam. Não entendi muito bem como funciona a seleção, mas as artes dos livros são bem bonitonas.

Fica a dica aí, galera! E se quiserem acompanhar, esse aqui é o meu perfil por lá.

2 comentários em “Listography”

  1. Amo esse livro, pois tenho amigos que já falaram muito bem sobre ele, e adoro livro que interagem com o público, pretendo comprar o Me Chamo Antonio, Destrua Esse Diário, Listography, e O Extraordinário :) Amei seu post (Y)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>