About-Illumine_illumine

Como organizar referências?

Quem trabalha no ramo da criatividade respira referência. Inclusive, é muito difícil separar os momentos em que começamos e que terminamos de olhar para qualquer coisa com olho clínico – tem vezes que contemplar o trabalho de um novo artista, ou usar um novo aplicativo, deixam de ser simples atividades e fazem a gente pensar de forma crítica, estimulando a vontade de usar o material novo como ponto de partida para uma nova ideia, ou provocando a necessidade imediata de logo compartilhar esse novo link com nossos colegas.

About-Illumine_illumine

Eu tenho  o hábito de compartilhar todas as coisas interessantes que vejo por aí entre os colegas, em grupos de discussão – desde video cases de marcas gringas, trabalhos de colegas do ramo, e até mesmo artigos que falem de assuntos bacanas. Mas esse compartilhamento serve apenas como uma lista de updates do momento, e não um banco organizado de informações. Uma boa saída é filtrar tudo de interessante que vemos e recebemos por aí de forma inteligente, e, sendo uma lista pessoal, nós podemos organizar as informações como nos sentimos mais confortáveis para usá-las no dia a dia.

Existem aplicativos que nos ajudam a fazer isso de forma esperta. Antigamente, eu costumava usar o bloco de notas do computador para guardar as referências da semana, colocando os links puros no arquivo, e separando a tarde de domingo, ou a manhã de segunda, para abrir um por um e reler. Hoje, com o uso de smartphones, tablets, e notebooks, não faz tanto sentido armazenar as informações em um arquivo estático em um único lugar. Com a nuvem nós podemos guardar as informações na hora em que temos o primeiro contato e consulta-las de qualquer dispositivo com acesso a internet. E alguns aplicativos fazem uso desse recurso de forma louvável. Basta usá-los com sabedoria.

Classificando suas informações

Antes de começar a usar qualquer software que vai te ajudar a guardar as referências, é bom ter em mente qual a maneira que fará sentido para você classificá-las. Em Arquitetura da Informação nós chamamos isso de tagueamento, ou seja, é importante usar tags para etiquetar os links, imagens, vídeos, whatever, que você for juntar. Depois de um tempo, quando você estiver no meio de um projeto sobre determinado tema, essas tags vão te ajudar a encontrar as referências corretas quando você precisar.
Você pode usar tags de várias formas: por temas, por autoria, por tipo de mídia, por nome da marca, por nome do site, por área. Por exemplo, ao guardar o link desse artigo que você está lendo, eu o taguearia com as palavras-chave “organização”, “utilidade”, “aplicativos”, “sugestão”, “informação”, “livead” ou “ler depois”. Se eu fosse guardar esse link, que é uma notícia informando a mostra de filmes do Tarantino no SESC Consolação, eu usaria: “cinema”, “gratis”, “quarta”, “tarantino” e “sesc”.

Tags são artifícios muito pessoais, e muito úteis, com o tempo você vai descobrir qual a maneira de usá-las que faz mais sentido para você: o importante é não deixar de usá-las.

Aplicativos

Abaixo fiz uma lista de sugestões de aplicativos que podem lhe ajudar a organizar as referências. Eles se organizam de formas diferentes estruturalmente, mas todos cumprem um único objetivo: organizar sua vida. Há uma classificação e uma pequena ficha para cada um. Enjoy.

Evernote – http://evernote.com

evernote

Ele guarda absolutamente qualquer tipo de midia que você precisar, até audio. Útil para qualquer profissional e disponível para uso em toda e qualquer plataforma ou sistema operacional. Tem gente que consegue usa-o como to-do list ou agenda, mas ele é bem mais do que isso. Ele tem um sistema de tagueamento inteligente, e permite que você crie listas de referência compartilhadas. Também tem uma API que faz com que interaja com outros aplicativos, caso você queira criar algo novo com os recursos que ele traz.

Eu uso muito o add-on de Firefox do Evernote, porque basta eu clicar com o botão direito em qualquer lugar da página onde eu estou e clicar em “adicionar ao evernote” que ele guarda o link da página, e abre uma box flutuante – bonitona – que permite que eu tagueie o link na hora. No meu celular, Android, eu uso o botão ‘compartilhar’ em qualquer lugar do telefone e clico no ícone do Evernote e ele guarda a informação para mim. Depois fica tudo acessível ao logar na minha conta, em qualquer navegador.

Disponivel: Todos os dispositivos.
Licença: Freemium

Google Keep – https://drive.google.com/keep

google-keep

Lançamento fresquinho da Google em 2013, ainda pouco usado, ele funciona de modo similar ao Evernote, mas com duas diferenças, uma boa e outra ruim: a boa é que ele pode ser sincronizado com o Google Drive (no meu caso, que uso o Drive para tudo na vida, é melhor porque centraliza tudo em um único login), a ruim é que ele ainda não funciona em todas as plataformas que eu uso (por exemplo, meu navegador é o Firefox, mas ele só roda em Chrome por enquanto; enquanto que quem usa iPhone também vai ter que esperar um pouco para a versão para esse sistema). Entretando, vale o teste.

Disponivel: Google Drive, Chrome e Android.

Licença: Free.

Instapaper – http://www.instapaper.com/

instyapaper3

Um aplicativo incrivelmente simples. Ele tem cara de antigão – e é -, mas não deixa nada a desejar. Você cria uma conta do modo mais simples possível, cadastrando um email e digitando uma senha (apenas uma vez!), e depois é só arrastar o botãozinho “Read later” que ele gera na tela para os favoritos do seu navegador – e você pode repetir isso em todos os dispositivos em que ele opera. Depois disso, qualquer link que você abrir no seu navegador, você pode clicar nesse botão nos bookmarks e acessar o link mais tarde pela sua conta no Instapaper. Ele ainda tem uma API onde desenvolvedores podem fazê-lo conversar com outros aplicativos – inclusive, ele aceita import de feeds como o Feedly, e conversa com o Twitter e o Facebook. Animal.

Disponivel: Mac, Windows, Linux, Kindle, iPad, e iPhone.
Licença: Free

Listography – http://listography.com/

listography

O app mais oldcshool que você vai encontrar por aí. Com um visual bem 2001, você pode usá-lo no seu site original ou com o aplicativo para iPhone, e só. Eu acho legal porque ele tem ares de rede social, e lembra aqueles questionários que usávamos nos anos 90, onde escrevíamos sobre nossos gostos para nossos amigos. Ele serve basicamente para você organizar listas, e só isso. Não é tão prático quanto os anteriores, mas vale pela diversão. Escrevi sobre ele de modo mais detalhado aqui, e ele é ótimo para fazermos to-do lists ou wishlists.

Disponível: Web, iPhone.

Licença: Free

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>